Teresa Caldas

English

Introdução

A yoga deve ser transmitida de forma muito pessoal, quase íntima. O conhecimento, as sensações e a compreensão são transmitem-se directamente de corpo a corpo. Os nossos corpos compreendem simplesmente olhando, numa observação atenta.

Todas as posturas de yoga são praticadas e explicadas a estudantes de todos os níveis.

O estudo da anatomia e a anatomia do movimento são importantes e cuidadosamente tidos em conta. Percebemos no entanto que não é a força física que nos permite praticar algumas das posturas mais complexas, mas algo que vem de dentro, quando o corpo e a mente estão tranquilos e relaxados, e a harmonia entre nós próprios e com o mundo exterior reinstalada.

Os alunos que precisam mais atenção com informação ou apoio ou podem recebem o que necessitam e trabalhar ao seu próprio ritmo.

As posturas (āsanas) são apresentadas ao longo das aulas com algumas interrupções para correcções pessoais ou explicações. Quem deseja tentar as posturas mais avançadas é encorajado a fazê-lo. Com tempo, prática, dedicação e consciência, os alunos acabam por abraçar, de corpo, mente e alma, uma prática de yoga plena.

A ascêndencia do yoga a que chamamos Vijñāna Yoga, remonta a Śrī Krishnamacharya, o grande e respeitado professor de Pattabhi Jois, B.K.S. Iyengar and T.K.V. Desikachar.

Há alguns elementos que são fundamentais nesta linhagem necessários para descrever este método. Eles são:

A meditação
A meditação é essencial para garantir a qualidade da mente durante a prática das āsanas e das prānāyāmas. A meditação é um dos sistemas fundamentais na yoga e vem de uma tradição ainda hoje viva, em que o aspecto fulcral para o desenvolvimento da consciência depende da influência da meditação e da leitura de textos clássicos.
Os princípios vitais da prática
A harmonia e o alinhamento do corpo; a consciência atenta ao corpo e ao que o rodeia; a concentração em movimentos delicados e em sincronicidade com a respiração; a ligação ao solo e ao espaço. Desta forma os movimentos continuar-se-ão durante um longo período de tempo e a mente estará sempre em união com o corpo.
O estudo
Para aprofundar o nosso conhecimento e a nossa prática de yoga, é necessário conhecer e estudar (ainda que apenas parcialmente) a tradição escrita.

Vijñāna Yoga

Chamar ao nosso método de prática Vijñāna Yoga não é senão dar reconhecimento a algo que sempre existiu, algo que está no âmago da nossa disciplina; praticar, sentir, compreender – a partir de dentro.

Orit Sen-Gupta